domingo, 29 de novembro de 2009

Incentivo a leitura

Para incentivar a leitura o Conselho do Livro da Nova Zelândia preparou uma animação onde as páginas de um livro ganham vida. Boa inspiração para a criação de animações pelos alunos.

Os alunos podem criar cenários com qualquer tipo de papel mas utilizando a mesma técnica - na dúvida, peça ajuda ao professor de Artes da sua escola. Depois é só fotografar ou filmar e fazer a animação.

Confira o resultado abaixo:

sábado, 21 de novembro de 2009

K, W e Y são vogais ou consoantes?


Dia desses, meu aluno Mateus de 7 anos perguntou:

"Profe, Y é vogal ou consoante?
Porque ele tem som de I né?
Então é vogal?"

Boa pergunta do Mateus... eu nunca tinha parado para pensar!!! Eu apenas inclui as letras na faixa do alfabeto, mas quando as crianças foram avançando para hipóteses silábico-alfabéticas e a noção de sílaba (formada por duas ou mais letras) foi construída a dúvida me pareceu muuuuito natural.

Pesquisando um pouco troquei algumas ideias com a Andreza do blog Meus Trabalhos Pedagógicos e só hoje, lendo o blog da Márcia Espaço da Criança, encontrei a resposta na Revista Nova Escola:

Seguindo os princípios fonéticos-fonológicos, Y é uma VOGAL, pois é um fonema pronunciado com a passagem livre do ar pela boca.

O K é uma CONSOANTE, pois precisa de uma vogal para formar sílabas e ser pronunciada.

Já o W é VOGAL ou CONSOANTE, dependendo do uso. Fica assim: com som de V, quando proveniente do alemão (como Wagner), com som de U, quando de origem inglesa (caso de web).

Agora eu tenho outra dúvida: como vou apresentar as vogais para as crianças? A, E, I, O U, Y e (as vezes) W???

A Karla, do Caderno de Professora, adicionou um comentário muito esclarecedor aqui no blog: devemos apresentar o A, E, I, O e U como vogais, já que o Y e o W são usados em palavras de origem estrangeira. Como essas letras são muito comuns nos nomes das crianças, elas serão exploradas naturalmente e as crianças se daram conta do seu valor sonoro durante o processo de alfabetização.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Atividades para o Dia da Bandeira

Seguindo a dica da minha colega Karina, cheguei ao site do Recrutinha, personagem voltado para o público infantil do Exército Brasileiro.

As revistas (na versão impressa e online) estão cheias de histórias e passatempos de temas cívicos, como o Dia da Bandeira, do Soldado, etc... Para conhecer a versão digital da revista clique aqui: http://www.exercito.gov.br/Recrutinha/

Com o material da revista EU montei uma apresentação para a minha colega Lilian (formada em História) dar uma aulinha para as duas turmas do 2º ano. Veja como ficou:



E também organizei algumas atividades para as crianças. Para fazer o download delas, clique aqui.


E para quem procura outras atividades, compartilho aqui o que minhas colegas edublogueiras publicaram. Veja algumas das ideias abaixo ou clique aqui para ver todas:




domingo, 8 de novembro de 2009

Projeto Cores - Flicts

Tinha prometido para meus alunos que íamos trabalhar com FLICTS ainda em setembro, quando trabalhamos com A Fábula da Três Cores, também escrita pelo Ziraldo (veja o trabalho aqui).

E também acho que teria ficado ótimo dentro do Projeto sobre Lendas e Contos Africanos (veja aqui).

Mas começamos um projeto muito especial que já tomou rumos inesperados. Confira algumas atividades:

1º) LENDO A HISTÓRIA

Se você não tem o livro ou procura uma versão digitalizada, clique aqui (http://www.scribd.com/doc/7246087/Ziraldo-FlictsIlustrado-rev)

2º) OUVINDO A HISTÓRIA

Nós ouvimos uma FANTÁSTICA versão cantada: a história do FLICTS no ritmo do samba. Simplesmente MARAVILHOSO. Enquanto ouvíamos as crianças se remexiam, loucas de vontade de dançar a história (o que fizemos na segunda vez...)

É uma versão produzida pelo Ziraldo e por Sérgio Ricardo e cantada pelo grupo MPB-4, em 1980. Vale muito a pena baixar o arquivo para ouvir aqui: http://loronix.blogspot.com/2006/12/quarteto-em-cy-mpb-4-ziraldo-e-sergio.html

3º) ASSISTINDO A HISTÓRIA

Também levei uma versão adaptada: um episódio da Série Televisiva Um Menino Muito Maluquinho, da TV Brasil (entre aqui se quiser conhecer: http://www.tvbrasil.org.br/mmm/capa.asp). A série é uma biografia poética de um menino feliz amado pelos pais, e cada episódio tem um tema diferente que leva o telespectador a se identificar com o personagem e refletir sobre a realidade e os conflitos das diferentes idades. No episódio selecionado, o Menino Maluquinho foi ao teatro aos 5 anos e ficou encantado com a peça Flicts, inspirada em um livro de Ziraldo. Aos 10 anos, quando a professora propõe que os alunos montem uma peça, o Maluquinho sugere encenar Flicts.

Assista aqui o inicio do episódio:



Compartilhe