sexta-feira, 22 de julho de 2016

Sploder - Criando games online

O Sploder é um site para a criação de games em flash. O site é um grande repositório de games, é uma plataforma realmente interessante, no site você pode simplesmente jogar os games feitos por outras pessoas ou se preferir se aventurar ( como acredito que seja o seu caso) fazer o seu próprio Game.

É um ambiente de programação visual, drag and drop para a criação de jogos, tanto no estilo de rolagem (side scrolling) como de tiros (shooter). Tem funcionalidades as vezes parecido com o Scratch do MIT. A interface de construção é muito fácil e intuitiva, bastando ver o demo para aprender o básico. É necessário fazer registro para salvar e compartilhar os jogos criados.

Na página da comunidade existem instruções passo a passo incluindo “o que não fazer na construção de um game“.

Veja alguns exemplos de jogos: http://www.sploder.com/games/featured/

Quer criar um jogo? Veja como:



SAIBA MAIS:

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Mapas mentais - Popplet

Criado em 2010, o Popplet é um aplicativo para construir mapas mentais. Um mapa mental é uma organização gráfica de informação, a partir de um núcleo central, onde as ideias são associadas por ramificações, que podem ser categorizadas por cores e ilustradas com imagens ou outros elementos gráficos.

Esta ferramenta gratuita funciona como um mural que você mesmo pode editar cores, fontes, disposição, formatos, tamanhos etc, criando uma espécie de mapa mental, além de poder incluir imagens, mensagens, vídeos, links e depois compartilhar.

Veja como funciona:




IMPORTANTE: Só é possível criar 5 popplets por vez, então é necessário apagar os maoas antigos para continuar construindo.


ACESSE O PDF DO TUTORIAL AQUI:
https://ia600201.us.archive.org/33/items/LDPPt015AMapasMentaisTutorial/LD_PPt015A_mapas%20mentais_tutorial.pdf

PARA SABER MAIS:
http://literaciascantanhede.blogspot.com.br/2016/03/tutorial-mapas-mentais-usar-o-popplet.html

quarta-feira, 20 de julho de 2016

A escola no mundo hiperconectado: Redes em vez de muros?

Por E-Professor

Redes ou paredes: A escola em tempos de dispersão

Para que serve a escola? Será que essa instituição se tornou obsoleta? Duas perguntas inquietantes, que são o ponto de partida desta reflexão ensaística e extremamente atual. A ênfase recai sobre a maneira como as novas tecnologias de comunicação, sobretudo os aparelhos móveis de acesso às redes informáticas e os estilos de vida que eles implicam, estão afetando o funcionamento dessa instituição-chave da modernidade. Livro de Paula Sibilia nos contempla com boas discussões sobre o assunto.

Seu livro - Redes ou Paredes - analisa os fatores envolvidos na crescente “incompatibilidade” entre os novos modos de ser e estar no mundo, por um lado, e as já antiquadas instalações escolares, por outro lado, com suas próprias regras e seus valores, suas premissas e ambições. Esta análise da “crise da escola” leva em conta um conjunto de vetores socioculturais, econômicos e políticos, com a intenção de identificar os sentidos dessas transformações históricas, oferecendo algumas pistas para que possamos enfrentar uma questão urgente: de que tipo de escola necessitamos, ou como poderíamos substituí-la por algo melhor?

 Quer ter um gostinho do livro? Acesse aqui o artigo no link da Revista Matrizes da USP.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Projeto Trânsito - Parte 2

Encontrei uma série da Denatram chamada PELA ESTRADA AFORA. Criada em 2009, ela continua atual. A série aborda questões de trânsito de maneira didática, misturando personagens de contos de fadas com situações cotidianas. Os episódios envolvem o universo das crianças no trânsito: a forma correta de atravessar uma faixa de pedestres; atenção aos sinais; andar de bicicleta; transporte coletivo; cidadania; brincadeiras nas vias públicas, entre outras informações voltadas à prevenção de acidentes.

Para assistir os vídeos e fazer download clique aqui:


Projeto Trânsito - Parte 3

O Canal Futura produziu a série Olha só o Perigo, com informações sobre diversos riscos de acidentes com crianças e dicas de como preveni-los. Os vídeos da série, produzidos em parceria com a ONG Criança Segura, são feitos em animação e têm uma linguagem leve, de fácil entendimento inclusive para as crianças.

Alguns dos episódios são sobre o TRÂNSITO. Confira:



sexta-feira, 8 de julho de 2016

Tocha Olímpica - Curiosidades

A Revista Mundo Estranho traz algumas curiosidades que servem de apoio para pesquisas sobre as Tochas Olímpicas:

COMO FUNCIONA A TOCHA OLÍMPICA
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-funciona-a-tocha-olimpica

A TOCHA OLÍMPICA NUNCA APAGA
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/a-tocha-olimpica-nunca-apaga

GUIA DOS CURIOSOS
http://guiadoscuriosos.com.br/categorias/3154/1/curiosidades.html

14 CURIOSIDADES SOBRE A TOCHA OLÍMPICA
http://torcedores.com/noticias/2016/05/confira-14-curiosidades-sobre-a-tocha-olimpica

COMO FOI CRIADA A TOCHA
http://app.globoesporte.globo.com/olimpiadas/tocha-olimpica-rio-2016/

CURIOSIDADES SOBRE A TOCHA OLIMPICA
http://www.culturamix.com/cultura/curiosidades/curiosidades-sobre-a-tocha-olimpica/

HISTÓRIA DAS TOCHAS:


Tocha Olímpica - Labirinto


Tocha Olímpica - Lego

Inspiração para construir com os alunos...

"Agora os mascotes Tom e Vinicius, dos jogos Paralímpicos e Olímpicos 2016, têm as suas versões oficiais em Lego. É a primeira vez na história que a marca cria o boneco de um mascote olímpico. Também é a primeira vez que o mercado brasileiro ganha um Lego exclusivamente seu. A criação foi feita em parceria com o Comitê Rio 2016."


terça-feira, 5 de julho de 2016

Tocha olímpica - Vídeos

Como a tocha olímpica vai passar na nossa cidade, separei alguns vídeos para as crianças conhecerem e entenderem o que vai acontecer:



Tocha olímpica - Infográficos

A Chama Olímpica é um importante símbolo dos Jogos Olímpicos. Representa a paz, a união e a amizade. A tocha, por sua vez, é usada para passar a chama de um condutor para o outro durante o revezamento até o acendimento da pira na cerimônia de abertura. 

Na Grécia Antiga, os gregos consideravam o fogo um elemento divino e mantinham chamas acesas em frente a seus principais templos – como o santuário de Olímpia, palco dos Jogos Olímpicos da Antiguidade. Para assegurar sua pureza, as chamas eram acesas por meio de uma “skaphia” - espécie de espelho côncavo que converge os raios do sol para um ponto específico. Para manter a tradição, esse ritual é realizado até hoje. De 90 a 100 dias antes de cada edição dos Jogos, a chama Olímpica é acesa nas ruínas do Templo de Hera, na cidade de Olímpia, na Grécia. O cenário original é recriado para a solenidade, com mulheres caracterizadas como "sacerdotisas" para acender a chama.

Clique na imagem para ampliar








segunda-feira, 4 de julho de 2016

Atividade de pontuação com QRCode

Preparei está atividade para os alunos da Progressão. Depois de decifrar o código, os alunos terão que pontuar o texto e fazer a auto-correção:

Eu estava num banco da pracinha observando um menino A primeira coisa que notei foi que ele estava olhando continuamente para o céu Aproximei-me dele e disse-lhe Ei garoto O que você faz assentado aí Fico observando as nuvens Por quê Porque me sinto feliz O que você vê nas nuvens Vejo carneirinhos coelhinhos rostos e muitas outras coisas Mas eu olho para o céu e não vejo nada do que você vê Se você prestar atenção verá mais do que eu Tente

Era inverno Havia chovido muito e as formigas estavam trabalhando quando apareceu a cigarra Por favor formigas vocês poderiam me dar comida As formigas pararam e olharam para a cigarra e disseram O que você esteve fazendo durante o verão Ah, eu estive passeando viajando e cantando Então se você não se preocupou no verão agora não é justo vir pedir para nós As formigas voltaram para suas tocas e a cigarra viu que nos tempos bons se deve pensar no futuro no dia de amanhã

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Olimpíadas da Mina Minhoca

Você conhece a história da Mina Minhoca? Obra da Helô Bacichette?

"Mina minhoca adora praticar exercícios físicos. Para manter a boa forma circula na superfície ou debaixo da terra, contando e cortando curvas.Abre caminhos na escuridão com muita energia e criatividade. E vai fundo, sem medo algum. Mina é uma minhoca sonhadora e faz muitos planos. Um deles, o maior de todos, poderá torná-la conhecida no mundo inteiro. Acompanhe seus movimentos e descubra aonde essa inquieta e habilidosa minhoca conseguirá chegar."

A partir da história, trabalhei com o 2º ano os pictogramas dos esportes que a minhoca praticou. E criamos nossos próprios pictogramas. Veja só:

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Trabalhando as emoções na escola - Parte 3

Além de ler o livro Amor, Amor da Helo Bacichette, assistir o filme Divertida Mente, e trabalhar com emoticons na aula de Informática, vamos criar QR Codes sobre as emoções. A atividade vai começar decifrando alguns códigos para formar palavras. Depois vamos escrever sobre algumas emoções e criar nossos próprios códigos.




Google Lit Trips

Já pensou em marcar as jornadas dos seus personagens preferidos? Basta criar um mapa e marcar os locais, adicionando informações. Inclusive há um recurso específico para isso: Trips Google Lit

Você pode acessar os mapas já existentes, ou criar suas próprias aventuras. Os estudantes do 5º ano já estão preparando a sua aventura a partir do livro O MUNDO EM SILÊNCIO.


quarta-feira, 22 de junho de 2016

terça-feira, 21 de junho de 2016

Nosso Mapa da Leitura

Depois de acessar e usufruir do MAPA DA LITERATURA BRASILEIRA, conhecendo obras e autores de diferentes regiões do Brasil, chegou a hora de construir nosso Mapa da Leitura

Os pequenos dos 4º e 5º anos tiveram a liberdade de escolher suas obras preferidas. Cada aluno escolheu um livro para fazer uma breve apresentação. E pesquisar imagens na internet. Tentamos evitar o copiar e colar, escrevendo as apresentações e resumos com as nossas palavras, mas... tivemos alguns pequenos "deslizes".

Decidimos criar Nosso Mapa da Leitura porque alguns alunos escolheram obras estrangeiras como O Diário de um Banana e A Hora do Espanto. Por isso busquei outras ferramentas possíveis de serem usadas pelas crianças:

  • Usamos o Google Maps, com os logins criados pela professora;
  • Cada aluno localizou a cidade/estado/país de origem do seu livro com um marcador;
  • Inseriu o título da obra na caixa correspondente ao marcador;
  • Registrou a apresentação ou resumo do livro;
  • Inseriu uma imagem da capa do livro.
Confira nosso trabalho, em constante construção, pois a ideia é atualizá-lo periodicamente, acrescentando novas obras:

domingo, 19 de junho de 2016

Assemblage - O mundo em silêncio

Estamos preparando assemblages com os alunos do 5º ano, partindo do livro O mundo em silêncio da escritora Helo Bacichette.

Assemblages são trabalhos artísticos de colagens com objetos e materiais tridimensionais. A assemblage é baseada no princípio que todo e qualquer material pode ser incorporado a uma obra de arte, criando um novo conjunto sem que esta perca o seu sentido original.

Termo francês que significa "montagem", é composta de madeira, papel, tecido, pedaços de brinquedos e muitas outras coisas unidas com cola ou simplesmente por encaixe, a obra é uma forma de expressão do imaginário do autor.

Para aproximar a meninada do tema, vale levar para a sala de aula imagens de obras como as apresentadas na exposição pioneira The Art of Assemblage, organizada em 1961 no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York, nos Estados Unidos. E de artistas como o italiano Alberto Bruni (1915-1995), os espanhóis Antonio Tapies e Pablo Picasso (1881-1973) e os brasileiros Arthur Bispo do Rosário (1909-1989), Wesley Duke Lee (1931-2010), Nuno Ramos e Leda Catunda.


A inspiração vai partir do livro O Mundo em Silêncio  que nasceu de uma experiência de escrita compartilhada. A seis mãos. Atentos ao poder que a palavra exerce nas sociedades, Helô, Ignacio e Marô convidam os leitores a embarcarem numa mágica aventura para (re) encontrarem o prazer do convívio com a palavra, para troca de ideias e de afetos. Este livro é também uma nova forma de aproximação entre os povos do nosso continente. E, nas vozes de Lila, Iara e Rafael, abre caminho para um diálogo necessário, cada vez mais amigo e irmão.

PARA SABER MAIS:
http://novaescola.org.br/fundamental-1/assemblage-arte-reunir-objetos-diversos-contar-historias-639039.shtml

Compartilhe