segunda-feira, 30 de outubro de 2006

::Emília Ferreiro fala sobre Internet na escola::


Discípula do psicólogo suíço Jean Piaget, a psicolingüista argentina Emilia Ferreiro foi quem cunhou o termo “construtivismo”. Aos 69 anos, empolgada com as possibilidades que as novas tecnologias oferecem, ela concedeu uma entrevista ao jornal Estado de São Paulo. Confira trechos:

Com a Internet, o problema não é tanto ser linear ou não. O problema é o seguinte. Eu busco, acho um site, que tem um link para outro lugar, e dele vou para outro, e em pouco tempo já nem sei o que buscava. Sou um barco perdido no meio do mar sem porto de chegada. Uma das dificuldades é que cada opção abre outras opções. É muito fácil se perder e o desafio é manter o objetivo da busca diante de uma multiplicidade de opções. É uma coisa que a escola nunca ensinou. Outra coisa é que busco e aparecem cem opções, como escolho? Com que critérios seleciono? O problema da reação aos buscadores é que pensamos que existe alguém por trás que saiba tudo e me mostre tudo e me leve a tudo. E não é assim. Um dos problemas sérios é aprender a duvidar da Internet, que nem sempre me traz o que busco. Para navegar eficientemente na Internet é preciso ter uma série de atitudes novas, tomar decisões rápidas e extrair informação.

Não tem de ler como se ensinava antes na escola, começava do início e seguia até o fim da página. Isso é interessante, porque na Internet, numa busca, é diferente, tem de ter critérios e selecionar, ler de todos os pontos. Uma coisa que se está discutindo seriamente são esses critérios de confiabilidade da Internet. (...)


Para ler a entrevista na íntegra, clique aqui

Fonte: Educarede

Outros posts sobre o assunto:



0 pessoas deixaram comentários!:

Compartilhe