sábado, 30 de junho de 2007

::Sobre lição de casa, televisão, msn e ipod::

Coluna da Revista Nova Escola

Paola Gentile, colunista da Revista Nova Escola, aponta na sua coluna do dia 26 de junho uma questão que há muito faz parte das minhas reflexões: a geração multimídia.

Ela relata sua experiência pessoal, que retrata a situação das nossas crianças e jovens, que realizam suas tarefas fazendo mil coisas ao mesmo tempo: televisão ligada, ouvindo música e trocando mensagens com os amigos.

Mas será que elas estão realmente aprendendo?

Ao conferir as lições feitas a mãe se surpreende: "Nenhum erro grave! Nada que indicasse distração ou falta de atenção!".

Como assim?

A neurologista e educadora Elvira Souza Lima, de São Paulo, diz que os jovens de hoje são multimídia. Ou seja, são capazes de operar diversos canais cerebrais ao mesmo tempo, sem que um abafe o desempenho do outro. E que isso é quase “genético” nas novas gerações, super expostas às tecnologias, direta ou indiretamente. “Eles operam com várias ‘janelas’ abertas”, declarou ela, usando termos da informática. Aliás, os professores de hoje são sempre incitados a variar a metodologia e os recursos usados em sala de aula, para que, durante o processo de ensino, vários sentidos sejam trabalhados e contribuam para o aprendizado.

Afinal, isso é bom ou ruim?

Agora deixo cada um fazer a sua reflexão!
Se você quer saber a opinião da Paola Gentile, clique aqui, e lei a coluna na íntegra.
E aproveite para deixar sua opinião aqui nos comentários.

Mas tenho mais algumas indagações:

E a escola? Como está tratando a geração multimídia?
Ignorando esse novo comportamento? Ou se adaptando ao uso das tecnologias presentes no dia-a-dia?


Para saber mais sobre a geração multimidia:

::Bill Gates, Adeus!::

Reportagem on-line da Revista Nova Escola

Executivo norte-americano da Microsoft abre mão da brilhante carreira que tinha e funda ONG de incentivo à leitura em vários países do mundo

Você conhece John Wood? Um bem sucedido homem de negócios da Microsoft que em 2000, fundou a Room to Read, organização não-governamental de fomento à leitura, hoje presente em sete países, com 3,6 mil bibliotecas instaladas.

As frentes de trabalho da ONG são três:

>> implantação de salas de leitura;
>> construção (ou melhoria) de escolas e suas respectivas bibliotecas;
>> e educação de meninas (que, em alguns países pobres, são proibidas de estudar e, por isso, somam 66% das crianças que não sabem ler e escrever).

A reportagem conta a a história de um homem o qual acredita que "investir em Educação é uma maneira de mudar o mundo em que vivemos."

Wood está no Brasil para divulgar a obra Saí da Microsoft para mudar o mundo (Ed. Sextante). Aproveite para conhecer um pouco dessa história lendo a reportagem.

Para ler o texto na íntegra, clique aqui.

sexta-feira, 29 de junho de 2007

PONTO DE ENCONTRO

O que é o PONTO DE ENCONTRO?

É um ambiente colaborativo de NOVA ESCOLA ON-LINE, criado para promover a troca de experiências entre professores e demais profissionais da Educação.

Nele você participa de comunidades e consulta ou fornece recursos didáticos e teóricos que visam melhorar a prática de sala de aula.

Além disso, você tem acesso a artigos e reportagens e pode interagir com colegas de todo o mundo.

O conteúdo do PONTO DE ENCONTRO, bem como suas comunidades, está subdivido em três grandes ambientes: práticas de sala de aula, gestão educacional e pesquisa educacional.

Para fazer parte do PONTO DE ENCONTRO, basta registrar-se gratuitamente. A partir daí, você poderá unir-se às comunidades existentes, propôr novos grupos, consultar a biblioteca de recursos e enviar sua produção para o portal.

Vamos lá, não perca tempo e se cadastre: http://itnsecure.abril.com.br/default.aspx

quarta-feira, 27 de junho de 2007

::Ser humano de ponta::

Coluna da Revista Nova Escola

Você já ouviu falar em tecnologia de ponta certo? Mas podemos falar também, em ser humano de ponta, como propõe Millôr Fernandes.

E é uma experiência de um ser humano de ponta que Débora Didonê, na sua coluna do dia 27 de junho, na Revista Nova Escola, apresenta. Trata-se de um trabalho sobre meio ambiente, criado para dar consistência ao bate-papo francês-português dos alunos da 6ª série da Escola Estadual Aldebaro Klautau, em Belém do Pará, que aprendem a falar francês comunicando-se, por e-mail, com alunos guianos-franceses de Caiena, capital de seu país.

A proposta está ligada a uma especialidade de Rosistela (uma das pessoas responsáveis por essa idéia), a Informática Educativa, disciplina focada nas descobertas que os alunos fazem da tecnologia. “O computador é uma máquina maravilhosa, mas é só uma máquina”, explica. Para a professora, é preciso transformar o estático, que são os softwares, o teclado e a máquina, em ferramentas para o desenvolvimento do conhecimento. É isso que ela faz para ensinar o francês.

Além disso, professores de outras disciplinas, que estudam e querem praticar o francês, também se integraram ao projeto. “A de Artes dá aulas sobre a cerâmica, que faz parte da cultura local. O de Matemática prepara atividades envolvendo números, as quatro operações e as formas geométricas básicas. Mas os próprios alunos, que estão craques na numeração francesa, ensinam ele a falar”, brinca.

Muito mais do que ensinar um idioma ou orientar sobre como mandar e-mails, Rosistela desperta em seus alunos os diversos mundos e línguas que eles podem conhecer por meio da internet.

Você quer conhecer toda a experiência? Clique aqui para ler a coluna na íntegra.

Fonte: Revista Nova Escola

sábado, 16 de junho de 2007

::Fontes::

Retirado de DigiScrap

Todos sabemos que os programas são gerenciados pelo windows. E é na pasta Fonts dentro do windows que instalamos as fontes. Se nós colocarmos TODAS as nossas fontes nesta pasta, vai sobrecarregar o windows, podendo causar vários problemas.

Então, NÃO coloquem na pasta FONTS todas as suas fontes. Deixe só as fontes básicas do windows e as que vocês mais usam.

Crie uma pastinha extra para guardar as demais fontes… a sua coleção!Nesta pasta você fica à vontade para criar subpastas e classificar as sua coleção de fontes: Cursivas, Script, Maiúsculas, Grunge, Gordinhas, Fininhas, Dingbats…

Quando você desejar alguma fonte que está nessa pasta, faça assim:

1 - Abra a pastinha da sua coleção de fontes.

2 - Quando encontrar a fonte desejada, dê dois cliques em cima do nome da fonte.

3 - Vai abrir a janela correspondente à fonte escolhida.

4 - MINIMIZE essa janela.

5 - Clique na ferramenta Text do seu editor, e a fonte estará disponível.

6 - Depois que usar fechem a janela da fonte, se for preciso outra, repita o mesmo processo.

É super simples, pode parecer complicado lendo, mas a partir do momento que tentar fazer, verá que é não é.Essa dica é válida para qualquer editor de imagem / texto.

DICAS DE SITES COM FONTES:

>> http://www.scrapvillage.com/fonts.htm

>> http://www.kevinandamanda.com/scrapbook/fonts/

domingo, 10 de junho de 2007

::Enciclopédia da Vida::

Retirado do blog Somos todos um

Imagine uma página eletrônica para cada ser vivo do planeta! E que todos os cidadãos do mundo possam acessar, de qualquer ponto da Terra! É este convite que abre a Enciclopédia da Vida, uma iniciativa fantástica de um pool de cientistas, pesquisadores e instituições, que inclui a MacArthur Foundation, o Field Museum, a Harvard University, o Marine Biological Laboratory, o Smithsonian, a Biodiversity Heritage Library, entre muitas outras organizações que estão capitaneando um esforço global de mobilização para criar essa mega enciclopédia wiki sobre a vida no nosso mundo.

A idéia é que nos próximos 10 anos todas as 1,8 milhões de espécies que habitam o planeta sejam classificadas, descritas, analisadas. Para cada uma, uma página na web, um retrato, com direito a foto, filme, som, imagens do seus habitat...

"A Terra", avisa o vídeo que abre a Encyclopedia of Life, "é uma teia delicada de ecosistemas que provê a base para todas as formas de vida do planeta. O mundo natural, reconfigurando-se incessantemente e num processo continuado de decadência e transformação, é, ao mesmo tempo, espantoso, sublime, brutal e extraordináriamente elegante".

Você e eu estamos convidados a participar da construção dessa "catedral da vida" e a deixar uma marca da qual possamos realmente nos orgulhar para as gerações do futuro...

Vale a pena visitar e colaborar...

Fonte: Adília Belloti
http://toquesdealma.blig.ig.com.br/

sábado, 9 de junho de 2007

::My Celebrity Look-alikes::

Adorei essa brincadeira!!! Cada foto dá um resultado diferente... Vejam só:

http://www.myheritage.com


OU



Visite http://www.myheritage.com e entre na brincadeira!!!

segunda-feira, 4 de junho de 2007

::O amor está no ar::


Junho... mês dos namorados... está sentindo? O amor está no ar!

E porque não levá-lo para sua sala de aula? A professora Gládis Leal faz uma proposta irresistível no blog Palavra Aberta. Através de diversos gêneros textuais, ela nos apresenta o amor na sua forma mais poética.

Apaixone-se e participe enviando produções escritas pelos seus alunos a partir do tema para o email palavraaberta@gmail.com .

Ah! Não vale dizer que você não tem internet na escola! Leve os textos para leitura na sala de aula, ouça a música direto do CD, peça para que os alunos levem suas contribuições, converse sobre o assunto e, quem sabe, promova um concurso literário. Os trabalhos podem ser enviados e certamente serão publicados no blog.

Visite o blog: http://palavraaberta.blogspot.com/

Imagem em FotoSearch

domingo, 3 de junho de 2007

::Estou offline::


Como sempre, Débora Didonê, colunista da Revista Nova Escola, aponta questões que fazem parte das nossas indagações diárias no uso dos recursos tecnológicos na educação:

>> Como expressar o significado do que está por trás do uso da tecnologia: o conteúdo.
>> Sentir que podemos aprofundar o conhecimento por meio de tudo isso (TICs).

Ela faz um rico relato de como os recursos tecnológicos podem ser utilizados, contribuindo efetivamente para a aprendizagem, através de uma experiência pessoal fazendo uso do vídeo - recurso que está "bombando" na internet!

Quem dera, conseguíssemos na escola, partindo de temas de interesse, fazer uso de recursos capazes de mobilizar e motivar os alunos a pesquisarem e aprenderem.

Para ler a coluna, clique aqui.

sábado, 2 de junho de 2007

::Frase do dia::


Hoje conheci o Blog da Marciley: uma graça! Vale a pena a visita: http://marciley.zip.net/

Compartilhe