sábado, 23 de abril de 2011

Atividades do filme RIO - Parte 3


Os personagens do filme RIO foram inspirados em espécies que existem na fauna brasileira. Antes de criar os personagens, o diretor Carlos Saldanha viajou até o Rio de Janeiro para conhecer diferentes espécies no zoológico da cidade. Vamos conhecer também?

FILME NATUREZA
jade blu rio (Foto: Divulgação)
Jade e Blu (Foto: Divulgação)


ararinha rio (Foto: Loro Parque Fundación/ Save Brasil/ Divulgação)
Ararinha-azul ou Cyanopsitta spixii (Foto: Loro Parque Fundación/ Save Brasil/ Divulgação)
Blu é maior do que Jade e seu azul é mais escuro, lembrando outra espécie diferente da ararinha-azul: a arara-azul-de-lear. Saldanha diz que o personagem é um “híbrido” das espécies, recurso necessário para diferenciar macho e fêmea no filme. São originários da Mata Atlântica no Rio de Janeiro e têm patas com dois dedos virados para frente e um para trás. Usa bico para escalar e subir em galhos. Existia até 2000 em uma área reduzida de Caatinga perto do município de Curaça, na Bahia. Até pesquisadores têm dificuldade para diferenciar macho e fêmea sem analisar o indivíduo de perto. Na natureza, pertencem à família dos psitacídeos, que têm patas com dois dedos virados para frente e dois para trás. Alimenta-se de sementes e frutas. Usa o bico para escalar e subir em galhos.
rafael rio tucanuçu (Foto: Divulgação)
Raphael (Foto: Divulgação)

tucanuçu, rio (Foto: Arthur Grosset/ Save Brasil/ Divulgação)
Tucanuçu ou Ramphastos toco (Foto: Arthur Grosset/ Save Brasil/ Divulgação)
Vive na Mata Atlântica do Rio de Janeiro e a personagem fêmea, companheira de Rafael, é mais colorida do que ele. Pratica voos rasantes e tenta ensinar Blu a voar. Ocorre no Pantanal e é alvo do tráfico de animais. Na natureza, macho e fêmea são idênticos. Faz voos curtos de uma árvore a outra, sem capacidade para longas distâncias.
rio (Foto: Divulgação)
Pedro (Foto: Divulgação)


cardeal rio (Foto: Adriano Becker/ Save Brasil/ Divulgação)
Cardeal ou Paroaria coronata (Foto: Adriano Becker/ Save Brasil/ Divulgação)
Vive na cidade do Rio de Janeiro e tem crista vermelha. Tem distribuição ampla no Brasil, se alimenta de sementes, tem crista vermelha e é uma ave canora, alvo de passarinheiros ilegais ou registrados que a criam para participar de concursos de canto.
RIO (Foto: Divulgação)
Nico (Foto: Divulgação)


canário da terra (Foto: Arthur Grosset/ Save Brasil/ Divulgação)
Canário-da-terra ou Sicalis flaveola. (Foto: Arthur Grosset/ Save Brasil/ Divulgação)
Vive na cidade do Rio de Janeiro. Tem distribuição ampla e vive sobretudo em áreas abertas. Se alimenta de sementes e insetos e é uma ave canora, alvo de passarinheiros ilegais ou registrados que a criam para participar de concursos de canto.
nigel rio (Foto: Divulgação)
Nigel (Foto: Divulgação)


rio (Foto: photokai/ Flickr Creative Commons)
Cacatua-da-crista-amarela ou Cacatua sulphurea (Foto: photokai/ Flickr Creative Commons)
Agressivo, Nigel é o vilão do filme e ajuda traficantes ilegais de animais silvestres. Originária da Austrália, existe no Brasil em cativeiro e não é agressiva nem predadora.



Depois de conhecer as aves do filme que tal observar as espécies que vivem próximas a escola ou da casa dos alunos? Elas podem ser fotografadas e dar origem a uma pesquisa sobre suas espécies, características, etc.

Outros posts sobre o assunto:



0 pessoas deixaram comentários!:

Compartilhe