quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Dia Nacional da Consciência Negra

Fonte: MEC
No dia 20 de novembro, comemora-se em todo o país o Dia da Consciência Negra. A data foi escolhida como uma homenagem a Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, que morreu neste dia lutando pela liberdade do seu povo no Brasil, em 1695.

Em 2003, a Lei 10.639 incluiu o Dia Nacional da Consciência Negra também no calendário escolar, tornando obrigatório o ensino sobre diversas áreas da história e cultura afro-brasileira nas escolas. O conhecimento e a inserção da cultura negra na grade curricular são fundamentais para combatermos e abolirmos de vez o preconceito.

Porém uma data é pouco para lembrar. Mas que o dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, seja uma oportunidade de amplificar esse canto, como propõem o capoeirista Mestre Toni Vargas. "A cultura afro-brasileira é a prova viva da força negra em nossa sociedade", diz o geógrafo Irineu Martinho dos Santos, do Núcleo de Consciência Negra da Universidade de São Paulo. "Valorizá-la é uma oportunidade de crescimento pessoal, além de dever enquanto cidadão brasileiro, não só no dia 20 de novembro".

A data de hoje foi instituída como marco para a conscientização da luta negra na sociedade brasileira. A escolha foi baseada na morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, que foi elegido símbolo da resistência negra no período escravocrata. "Zumbi virou um ícone da nossa luta, mas não é possível reduzir o movimento a ele", comenta Irineu. "Sua figura é inclusive questionada por muitos historiadores, que relatam a presença de escravos no próprio Quilombo". Para o geógrafo, os heróis da conscientização para a causa negra são muitos, e ainda entre nós:
"São todos os escravos que, forçados a abandonar sua terra, resistiram e enraizaram suas culturas aqui; são todos os contadores de histórias africanas, em todos os continentes; são todas as meninas que, apesar da pressão esmagadora do padrão estético, ignoram o tal "cabelo ruim" e não alisam seus cachos; são todas as mães que perderam seus filhos na mão de policiais movidos pelo preconceito e pela violência; são todos aqueles que, diariamente, se vêem marginalizados por uma sociedade excludente e que ainda não assume a cultura negra como parte de um todo".
Fontes:
educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/serie-musica-semana-742719.shtml?utm_source=redes_educar&utm_medium=facebook&utm_campaign=redes_educar#41

https://www.facebook.com/hashtag/dianacionaldaconsci%C3%AAncianegra?source=feed_text


#‎DiaNacionalDaConsciênciaNegra

Outros posts sobre o assunto:



0 pessoas deixaram comentários!:

Compartilhe