sexta-feira, 6 de julho de 2012

Ditado para turma de alfabetização

Eu costumo avaliar meus alunos constantemente, por isso realizo ditados periódicos para identificar as hipóteses de escrita das crianças conforme as fases apontadas por Emilía Ferreiro e Ana teberoski nos seus estudos sobre a psicogênese  da alfabetização.


::SUGESTÕES DE PALAVRAS::

  1. GATO - CAVALO - DINOSSAURO - CÃO - O GATO TOMOU LEITE.
  2. SAPO - GIRAFA - ELEFANTE - RÃ - O SAPO MORA NA LAGOA.
  3. GRILO - ABELHA - CENTOPÉIA - RÃ - O GRILO É UM INSETO.
  4. TIGRE - GORILA - HIPOPÓTAMO- BOI - O TIGRE MORA NO ZOOLÓGICO.
  5. PERU - CAMELO - TARTARUGA - CÃO - O PERU É UMA AVE BONITA.
  6. QUEIJO - PRESUNTO - MORTADELA - PÃO - EU COMI UM SANDUICHE DE QUEIJO.
  7. ROSA - GIRASSOL - MARGARIDA - FLOR - EU DEI UMA ROSA PARA A PROFESSORA.
  8. PARQUE - BALANÇO - ESCORREGADOR - SOL - O PARQUE FICA LONGE DE CASA.
  9. BALDE -GANGORRA - ESCORREGADOR - PÁ - EU LEVEI O BALDE NO PARQUE.
  10. TÊNIS - SAPATO - SAPATILHA - PÉ - EU LAVEI MEU TÊNIS.
  11. NUVEM - NUBLADO - TEMPESTADE - SOL - A NUVEM ESTÁ PRETA.
::COMO EU COSTUMO FAZER::

  • Faço o ditado individualmente, enquanto os demais realizam outras atividades como jogos, desenhos, filmes, etc.
  • Costumo utilizar folhas em branco, sem pauta, para observar o alinhamento e a direção da escrita dos alunos. 
  • O objetivo dessa atividade é fazer com que os alunos escrevam da maneira como acreditam que as palavras devem ser escritas para que possamos conhecer suas hipóteses sobre o funcionamento da escrita.
  • É indicado escolher palavras do mesmo campo semântico, como por exemplo: lista das comidas de uma festa de aniversário, frutas, animais etc. 
  • Eu começo o ditado com uma palavra dissílaba, seguida de uma trissílaba, de uma polissílaba e, por último, de uma monossílaba. 
  • Eu NÃO marco a separação das sílabas ao ditar, pronuncio normalmente cada palavra. 
  • Após a lista de palavras vem uma frase com a palavra dissílaba, para observar se o aluno volta a escrevê-la de forma semelhante, ou seja, se a escrita da palavra permanece estável mesmo num contexto diferente.
  • IMPORTANTE: Fique atento às reações dos alunos enquanto escrevem e anote o que eles falam, sobretudo de forma espontânea, isso pode ajudar a perceber quais as ideias deles sobre o sistema de escrita. 
  • Sempre peço para as crianças lerem o que escreveram. Por meio da interpretação sobre a própria escrita, durante a leitura, é que a gente pode observar se elas estabelecem ou não relações entre o que escreveram e o que leram em voz alta - ou seja, entre o falado e o escrito - ou se lêem aleatoriamente.
  •  Sempre faço muitos registros, principalmente, quanto a leitura: se aponta com o dedo cada uma das letras, se lê sem se deter em cada uma das partes, se associa aquilo que fala à escrita, em que sentido faz a leitura etc. 
  • Analiso qual hipótese de escrita que cada o aluno demonstrou na atividade para selecionar quais as próximas atividades que devo realizar para que os alunos avancem em suas hipóteses.

Referências:

http://goo.gl/c1KaL
http://goo.gl/9hQVF
http://goo.gl/kPUFb
http://goo.gl/BfxST

Outros posts sobre o assunto:



1 pessoas deixaram comentários!:

Inovaeduca3.0 disse...

Olá Sintian, gostaria de entrar em contato com você, pode me passar seu e-mail, ou me enviar um?

katia@inovaeduca.com.br.

Abraços

Compartilhe