sábado, 26 de maio de 2007

::Internet na escola: a solução dos problemas?::


O artigo A internet no banco escolar de Gonçalo Junior na Revista Pesquisa FAPESP faz algumas considerações interessantes. Transcrevo algumas:


>> A democratização da internet pode ter reflexos bem mais importantes no
desempenho dos estudantes das escolas públicas do que se imagina.


>> Fazer do computador e da internet objetos integrados para o aprendizado escolar é uma coisa possível, viável e necessária faz algum tempo.


>> As formas de utilizá-la devem ser determinadas pela intenção pedagógica do professor.


>> “Se a escola não levar a internet à sala de aula, os alunos a levarão. Já faz alguns anos que presencio meus filhos, cursando ensino fundamental, fazerem pesquisa na internet e trabalhos em equipe a distância, via programa de comunicação instantânea. E não era a escola que pedia para eles fazerem dessa forma, nem eu os incentivava; era algo natural e óbvio para eles.” Rometo Tori


>> “Até para dar uma aula com lousa e giz é preciso planejar. A lousa não ensina por si só. Nem a internet.”


>> Um grande diferencial da internet em educação é a interatividade (...) Não faz sentido colocar o aluno em frente ao browser e esperar que preste atenção numa aula expositiva.”


>> “O que se propõe é que haja uma mudança nos paradigmas educacionais, uma vez que as transformações provocadas pela revolução digital exigem uma mudança de percepção dos educadores em relação à aprendizagem, uma nova postura e uma nova forma de ensinar em que o aluno tem um papel ativo e o professor assume o papel de mediador”


>> Existem três grandes frentes positivas para o uso da internet em sala de aula: o acesso a todo tipo de informação, a troca de dados com colegas e especialistas e a publicação de material produzido pelos próprios alunos.


>> A combinação dessas características permite ter um ensino centrado no aluno, no qual ele se torna responsável por coletar, validar e organizar a informação, desenvolver suas habilidades de comunicação e aprender fazendo, produzindo, seu próprio material.


>> “Essas frentes preparam o aluno para a sociedade atual, em que todos devem ser produtores de conhecimento, e não simplesmente absorvedores.”


>> A internet apresenta uma vantagem crucial se comparada a outras mídias, como os impressos, o rádio ou a TV: o imenso potencial de interatividade inerente à estrutura hipertextual


Os tópicos acima expressam meus pensamento e é por eles que eu luto diariamente!


Imagem: FotoSearch

Outros posts sobre o assunto:



2 pessoas deixaram comentários!:

Alana disse...

Muito bom o artigo de Gonçalo Júnior.
Creio que é preciso conscientizar as escolas de que unir a internet à educação dos alunos é uma arma a favor da motivação para os proprios alunos. Muitas delas tem o prazer de divulgar suas salas equipadas de computadores mas nem mesmo usam isso a favor da educação. Os alunos ficam muito dispersos, pesquisando sem orientação.
Por isso que as instituições devem analisar os conceitos de educomunicação e aplicar isso às aulas de maneira responsável, a fim do melhor aprendizado doa alunos.

Tereza disse...

Oi Sintian!!

Penso que, para melhorar o uso da internet na escola, devemos fomentar a utilização dos blogs de forma colaborativa com os alunos.De acordo com o que pensa o Professor Valente, no blog colaborativo o aluno pode desenvolver projetos de pesquisa com outros alunos, resolver problemas postos,e também, pode ser um meio de comunicação com especialistas através dos comentários, mural de recados, chats online e etc...
Finalmente, adorei a dica do texto.

Abraços
Tereza
http://tc.silva.zip.net
http://asferramentas.blogspot.com

Compartilhe