sábado, 19 de maio de 2007

::Só o bom professor salva::


Parece receita mágica? Mas não é! O artigo do professor LUIS CARLOS DE MENEZES, na revista Nova Escola, aponta a qualidade na formação dos professores como um fator importante na busca pela qualidade na educação.

"Para deixarmos de ser campeões na desigualdade, um programa de aperfeiçoamento da formação inicial e em serviço deve não só considerar isso mas ter muita clareza sobre qual formação queremos promover. Não basta ser letrado, matemático ou historiador nem saber os fundamentos filosóficos da Educação. É preciso também conhecer a escola e conviver com professores experientes, que atuem como tutores e sejam remunerados para tal. Isso é tão óbvio quanto reconhecer que anatomia teórica e psicologia infantil são importantes, mas não suficientes para formar cirurgiões e pediatras. Eles precisam de uma vivência prática numa residência médica supervisionada. Infelizmente, nossos jovens têm de procurar muito para encontrar cursos em que, além de receberem uma boa base cultural, possam entrar em contato com a realidade das escolas de Educação Básica e, nelas, aprender a alfabetizar ao lado de uma boa alfabetizadora e a ensinar Matemática ou História com bons mestres, numa espécie de "residência pedagógica."

O artigo é imperdível, e encontra-se online no site da revista. Para ler na íntegra, clique aqui.

Outros posts sobre o assunto:



0 pessoas deixaram comentários!:

Compartilhe